Acesso rápido

Conheça o Hospital
Márcio Cunha

O Hospital Márcio Cunha é um hospital geral, credenciado para atendimentos de alta complexidade e prestação de serviços nas áreas de ambulatório, pronto-socorro, internação e serviços de apoio diagnóstico. Possui três unidades, sendo duas do HMC e uma unidade de tratamento Oncológico.

Com 543 leitos, é referência para mais de 700 mil habitantes em mais de 85 municípios do leste de Minas Gerais. Em seu portfólio, estão incluídos serviços de alta complexidade cardiovascular (cirurgia cardíaca, hemodinâmica e implante de marca-passo cardíaco permanente), procedimentos endovasculares, eletrofisiologia, neurocirurgia, oncologia, tratamento intensivo neonatal, pediátrico e adulto, urgência e emergência, gestação de alto risco, terapia renal substitutiva e transplantes renais.

Administrado pela Fundação São Francisco Xavier, o HMC atende a pacientes do Sistema Único de Saúde, de convênios e da Usisaúde. Conta com 404 médicos, em 55 especialidades médicas, e 75 residentes, em 14 especialidades, todas reconhecidas pelo MEC.

Em 2003, o HMC foi a primeira entidade hospitalar do Brasil a obter o certificado de Acreditação com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e, a partir de 2015, passou a integrar o seleto grupo de hospitais a possuir a certificação internacional da Det Norske Veritas International Accreditation Standard (DIAS/NIAHO), patamar alcançado por apenas seis instituições brasileiras.

Nossa História

Inaugurado em 1º de maio de 1965, o Hospital Márcio Cunha foi construído para atender a urgências e internações em seus 50 leitos. Contava apenas com as unidades básicas, como serviços de raios X e laboratório, bloco cirúrgico, centro obstétrico e duas alas de internação geral e maternidade.

A implantação da Usiminas em Ipatinga e o inevitável crescimento populacional do Vale do Aço, a partir da década de 1960, impuseram às lideranças políticas e empresariais um planejamento urbanístico estratégico de longo prazo.

Ao atrair trabalhadores dos quatro cantos do país, fomentava-se a necessidade de uma rede de serviços e produtos, principalmente em saúde e educação, que garantissem a qualidade de vida dessa população. Tarefa que jamais chegaria a bom termo sem o amparo de uma instituição como a Fundação São Francisco Xavier.

Instituída em 1969 para assumir a administração do Hospital Márcio Cunha e do Colégio São Francisco Xavier, passou a investir cada vez mais na ampliação e na qualidade de seus serviços, crescendo na mesma proporção do município estruturado como polo regional.

Nas décadas seguintes, uma moderna concepção arquitetônica transformou o Hospital, que passou a ter em sua estrutura unidades de apoio ao diagnóstico, de tratamento intensivo, laboratório, terapia hiperbárica, centro de terapia renal substitutiva, centro de reabilitação, hemoterapia, centro cirúrgico, centro obstétrico e consultórios com médicos especializados, além de unidades de apoio, como farmácia, central de materiais e esterilização, nutrição, manutenção e processamento de roupas, dispostas em um amplo complexo horizontal, integrado aos sete andares do prédio vertical que contempla sua Unidade de Internação.

Avanços que foram fundamentais para a consolidação de um atendimento médico e hospitalar com segurança e qualidade.

Equipe Hospital Márcio Cunha

O trabalho de assistência multidisciplinar está em todas as unidades do Hospital Márcio Cunha e se expande cada vez mais, acrescentando novos fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas e fonoaudiólogos. A partir do momento em que o médico tem o diagnóstico em mãos, as equipes são mobilizadas e já assumem seu papel. O objetivo é potencializar a contribuição desses profissionais na assistência, por meio das interconsultas solicitadas pelos médicos e enfermeiros das diversas unidades, de acordo com a necessidade do paciente.

O objetivo das equipes é intensificar o intercâmbio de profissionais de todas as unidades do hospital, garantindo um melhor atendimento.

Atualmente, o Hospital Márcio Cunha conta com:

323 médicos
52 especialidades médicas
199 enfermeiros
924 técnicos em enfermagem
37 fisioterapeutas
4 fonoaudiólogas
7 nutricionistas
6 assistentes sociais
3 psicólogos
Cerca de 1.600 colaboradores

Qualidade Comprovada

No Hospital Márcio Cunha, a busca pela excelência em todas as atividades passa pelo atendimento aos princípios de segurança, organização de processos e qualidade na gestão dos serviços disponibilizados. O resultado desse compromisso está na melhoria contínua de suas atividades, na infraestrutura em constante crescimento, na incorporação de novas tecnologias, na atualização técnico-profissional e nas ações assistenciais.

Prêmios e reconhecimento

Conquistar uma das mais importantes certificações internacionais significa um diferencial para hospitais brasileiros que mantêm uma gestão assistencial madura e consolidada. Em 2014, a instituição recebeu da líder mundial em certificações Det Norske Veritas e Germanischer Lloyd (DNV-GL) a DNV International Accreditation Standard (DIAS), a norma de acreditação hospitalar baseada na National Integrated Accreditation for Healthcare Organizations (NIAHO), que é formalmente reconhecida pelo Departamento de Saúde dos Estados Unidos.

Desenvolvida a partir de padrões norte-americanos de segurança assistencial e de infraestrutura, a DIAS exigiu da instituição investimento, capacitação e preparo de todas as suas equipes ao longo dos últimos anos, abrangendo processos de gestão administrativos e assistenciais e a estrutura física das quatro unidades do Hospital Márcio Cunha.

Outro diferencial a se destacar é que somente as instituições que já possuem a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) em Nível de Excelência (Nível 3) estão aptas para receber a certificação internacional da DIAS. Em 2003, o Hospital Márcio Cunha foi o primeiro hospital do Brasil a obter o certificado de Acreditação com Excelência, Nível 3, concedido pela ONA. Após a conquista do título em 2003, o HMC foi ainda recertificado outras quatro vezes.

A ONA é a única entidade reconhecida pelo Ministério da Saúde para fazer a avaliação e certificação dos serviços de saúde dentro da política do Governo de adotar medidas que possibilitem implementar e garantir a qualidade dos hospitais brasileiros.

Para obter a acreditação, é necessário atender aos princípios de segurança, organização de processos e práticas de gestão e qualidade em todos os serviços disponibilizados. As exigências desse nível contêm evidências de políticas institucionais de melhoria contínua em termos de estrutura, novas tecnologias, atualização técnico-profissional, ações assistenciais e procedimentos médico-sanitários.

Outra importante conquista do Hospital é a certificação ISO 9001:2008 concedida ao Laboratório de Patologia Clínica pela Det Norske Veritas – DNV, em 1999, posicionando-o no mesmo patamar das melhores instituições do país. A entidade acreditadora designada pela ONA, Det Norske Veritas (DNV), avalia diretrizes administrativas, planejamento institucional e relacionamento com o cliente, apoios ao diagnóstico e de ensino e pesquisa, serviços de atenção ao cliente, serviços de apoio ao diagnóstico, apoio à infraestrutura físico-funcional, técnico-profissional e de ensino e pesquisa.

Em 2004, o Hospital Márcio Cunha foi reconhecido como instituição parceira do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2007, o Hospital Márcio Cunha recebeu o Prêmio Mineiro da Qualidade. O troféu é entregue a instituições cujas práticas de gestão alcançaram a excelência. Além da premiação, o Hospital Márcio Cunha também foi agraciado com a Faixa Ouro, que valoriza as melhores diretrizes gerenciais.

Já em 2008, o Hospital Márcio Cunha venceu a primeira edição do Prêmio Célio de Castro, conferido pela Secretaria de Estado de Saúde. O HMC obteve a melhor pontuação entre os 126 hospitais de Minas Gerais participantes do concurso.